Nunca, em todos os seus anos de existência, empresas como o iFood faturaram tanto quanto na pandemia. Enfrentar a quarentena não impediu o brasileiro comum de desfrutar dos prazeres da comida pronta: com o delivery como seu novo melhor amigo, aquele que se encontrou incapaz de sair de casa não passou fome não, senhor.

A facilidade de pedir seu lanche favorito sem sair de casa, gastar combustível e dividir o mesmo espaço com estranhos não só seduz pela premissa como salva o jantar de várias famílias. Não é de se surpreender que o delivery tenha se tornado o assunto do momento.

Para quem consome, o processo é bem simples. Pegar o celular, abrir o aplicativo, encontrar um restaurante bacana, escolher um prato incrível, fechar o pedido, esperar o tempo de entrega e recebê-lo na porta de casa. Já dizia o ditado popular: quem vê close não vê corre.

As fotos atraentes que circulam pelas redes sociais ostentam o resultado de vários desafios. Com o aumento de pedidos de delivery durante 2020, empresas e empresários tiveram de se adaptar à novidade do momento. Ninguém esperava por uma pandemia tão grave, tampouco pela quarentena. Logo, aquele restaurante que todo mundo gosta, mas que não oferecia serviços de entrega, também foi pego de surpresa.

De todos os desafios encontrados, o principal começa nas questões de logística. O delivery entra como um braço extra em uma empresa, ou seja, novas campanhas de marketing precisam ser feitas, incluindo adaptações no cardápio, criação de embalagens e maior atenção com o atendimento ao cliente, já que ele é feito exclusivamente por telefone.

A produção das refeições também será afetada, mas nada que um bom planejamento não resolva. Contratar uma mãozinha extra pode (e vai) facilitar o fluxo de preparação dos pratos – que precisam sempre chegar bem fresquinhos na casa de cada cliente.

Outra novidade é a contratação de entregadores, sejam eles fixos ou freelas. Alguns restaurantes investiram na terceirização de serviços de entrega, tendo em vista que incluir uma equipe em sua própria loja não era necessário devido a demanda equilibrada. A partir dessa escolha, nasce mais um braço na empresa: o do comprometimento com novos funcionários adaptados à nova demanda.

Delivery nosso de cada dia

Dá trabalho, mas sendo bem feito, dá resultado. De acordo com uma pesquisa realizada pelo aplicativo Mobills (controle financeiro), os gastos com delivery cresceram mais de 94% durante o primeiro semestre de 2020. Evitando sair de casa, muitos lares brasileiros apostam na segurança da entrega sem contato físico, disponível em vários apps de delivery.

Isso não é nenhuma novidade para o mundo do fast-food, que aposta em entregas à distância desde a criação do drive thru em 1931. Pedir uma pizza no fim da tarde sempre fez parte do dia a dia do brasileiro; a novidade veio nas refeições comuns, como o almoço, café da manhã e até nas compras de mercado no começo do mês.

Porém, o desafio atual do delivery já não é mais se adaptar à demanda.  Há também a questão das vacinas. Será que, com o fim da pandemia, o delivery perderá sua importância? Existem restaurantes que abriram durante a quarentena com a proposta de oferecer apenas entregas, ou seja, sem refeição no local. O quanto esses estabelecimentos serão afetados ainda não sabemos, mas há grandes chances de ocorrer uma queda no lucro já que ninguém mais verá necessidade em ficar apenas em casa.

O brasileiro descobriu que receber comida em casa é uma maravilha, mas muitos sentem falta de tirar o carro da garagem, dirigir até o restaurante favorito e fazer uma refeição junto a desconhecidos.

Isso não quer dizer que o delivery conquistado precise acabar. Dependendo da queda, ainda havendo uma demanda significativa, essa renda extra continuará bem-vinda em cada estabelecimento.

Afinal, no fim da pandemia, todos estarão ansiosos para sair de casa sem medo; mas a preguiça logo baterá novamente. 😉 Partiu pedir um delivery pra ontem?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s