Evento ocorreu entre os dias 13 e 21 de agosto, com programação na televisão e na internet

Uma premiação realizada para enaltecer o audiovisual gaúcho e brasileiro – e até estrangeiro – que acontece desde 1973. Este é o Festival de Cinema de Gramado, promovido pela prefeitura de Gramado.

O Festival é considerado um dos maiores eventos de cinema da América Latina e reúne, anualmente, nomes importantes do audiovisual que concorrem ao kikito – estatueta da premiação – em diversas categorias.

Assim como ano passado, a edição deste ano foi celebrada de forma híbrida: as apresentadoras estiveram no palco, enquanto os nomeados apareciam gradativamente por videoconferência.

O público teve a oportunidade de assistir aos filmes e curtas selecionados pela plataforma de streaming Globo Play na internet, na televisão por assinatura (Canal Brasil) e televisão aberta (TVE-RS).

Na 49ª edição, houve a inscrição de 893 filmes que participaram das mostras competitivas e 52 foram selecionados: quatro Longas-Metragens Estrangeiros, sete Longas-Metragens Brasileiros, três Longas-Metragens Gaúchos, 14 Curtas-Metragens Brasileiros e 24 Curtas-Metragens Gaúchos. O Festival recebeu produções vindas do Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Pernambuco, Paraná e São Paulo. Já na categoria estrangeira, Argentina, Bolívia, Chile e Uruguai marcaram presença na tela.

Em 2021, a Secretaria Estadual de Cultura ofereceu o Prêmio Sedac/IECINE aos Longas-Metragens Gaúchos, com valores em dinheiro em diversas categorias.
Além das mostras competitivas, o Festival contou com o Prêmio Assembleia Legislativa – Mostra Gaúcha de Curtas e outras três produções na categoria de longas-metragens feitas no Rio Grande do Sul. Neste prêmio, cerca de 24 filmes estavam concorrendo.

Outra novidade deste ano foi o Prêmio Sedac/Iecine de Longas-Metragens Gaúchos, que destacou a importância das produções gaúchas e o papel histórico do Festival de Cinema de Gramado como importante janela de exibição.

Ao todo, foram dez novos Kikitos, divididos nas seguintes categorias técnicas: Melhor Filme, Melhor Direção, Melhor Roteiro, Melhor Ator, Melhor Atriz, Melhor Direção de Fotografia, Melhor Direção de Arte, Melhor Montagem, Melhor Desenho de Som e Melhor Trilha Musical.

Além das categorias técnicas, o Prêmio Leonardo Machado também foi concedido a artistas e realizadores pelo mérito de suas trajetórias no audiovisual do Rio Grande do Sul.

Houve, também, o Prêmio Novas Façanhas, que contemplou três realizadores, técnicos ou coletivos por sua contribuição à inovação e ao desenvolvimento técnico e de linguagem do audiovisual no estado.

O Festival ainda entregou o tradicional troféu aos homenageados da edição. Ao longo desse tempo já foram destacadas 74 personalidades ou entidades de todas as áreas do audiovisual com os troféus Oscarito, Eduardo Abelin, Kikito de Cristal e Cidade de Gramado. Neste ano, o evento homenageou destacar todos à frente ou atrás das telas .

Espaço para o mercado do cinema e audiovisual

O Gramado Film Market, espaço voltado ao mercado do cinema e audiovisual que acontece há cinco anos dentro do Festival de Cinema de Gramado, aconteceu de forma virtual e contou com discussões sobre o atual momento do audiovisual brasileiro com a presença de entidades e acadêmicos do setor.

49º Festival de Cinema de Gramado/ Cerimônia de Premiação dos Kikitos/ Foto: Edison Vara / Ag. Pressphoto

Conheça os vencedores da 49ª edição do Festival de Cinema de Gramado, que ocorreu entre os dias 13 e 21 de agosto:

CURTAS-METRAGENS BRASILEIROS
Melhor Filme – “A Fome de Lázaro”, de Diego Benevides
Melhor Direção – Fabio Rodrigo, por “Entre Nós e o Mundo”
Melhor Ator – Lucas Galvino em “Fotos Privadas”
Melhor Atriz – Tieta Macau em “Quanto Pesa”
Melhor Roteiro – Marcelo Grabowsky, Aline Portugal e Manoela Sawitzki, por “Fotos Privadas”
Melhor Fotografia – Rodolpho Barros, por “Animais na Pista”
Melhor Montagem – Caroline Neves, por “Entre nós e o Mundo”
Melhor Trilha Musical – Eli-Eri Moura, por “Animais na Pista”
Melhor Direção de Arte – Torquato Joel, por “A Fome de Lázaro”
Melhor Desenho de Som – Breno Nina, por “Quanto Pesa”
Melhor Filme pelo Júri Popular – “Desvirtude”, de Gautier Lee
Melhor Filme pelo Júri da Crítica – “Entre Nós e o Mundo”, de Fábio Rodrigo
Prêmio Especial do Júri – Fabio Rodrigo, por “Entre Nós e o Mundo” por responder de forma consciente em termos estéticos, afetivos e narrativos a pergunta “Como falar da dor da perda e ainda ter esperança?”.
Menção honrosa da Comissão Julgadora para os curtas brasileiros vai para o filme “A Beleza de Rose”, de Natal Portela, por fazer um delicado recorte da vida de muitas mulheres negras no nordeste do Brasil.
Prêmio Canal Brasil de Curtas – “A Beleza de Rose”, de Natal Portela

LONGAS-METRAGENS ESTRANGEIRO
Melhor Filme – “La Teoría De Los Vidrios Rotos”, de Diego Fernández Pujol
Melhor Filme Júri Popular – “La Teoría De Los Vidrios Rotos”, de Diego Fernández Pujol
Melhor Filme pelo Júri da Crítica – “Planta Permanente”, Ezequiel Radusky
Prêmio Especial do Júri – Pela abordagem de temas tão presentes em nossa sociedade, que refletem as consequências de um sistema corrompido e afetam diretamente os valores humanos; e pelas interpretações das protagonistas femininas que representam a força das mulheres latinas em nosso cinema. O Júri de Longas-metragens estrangeiros do 49º Festival de Cinema de Gramado decidiu conceder o Prêmio Especial do Júri ao filme “Planta Permanente”, de Ezequiel Radusky.

LONGAS-METRAGENS GAÚCHOS
Melhor Filme – “Cavalo de Santo”, de Carlos Eduardo Caramez e Mirian Fichtner
Melhor Direção – Gilson Vargas, por “A Colmeia”
Melhor Ator – João Pedro Prates, por “A Colmeia”
Melhor Atriz – Luciana Renatha, Alexia Kobayashi e Veronica Challfom, por “Extermínio”
Melhor Roteiro – Carlos Eduardo Caramez, por “Cavalo de Santo”
Melhor Fotografia – Bruno Polidoro, por “A Colmeia”
Melhor Direção de Arte – Gilka Vargas e Iara Noemi, por “A Colmeia”
Melhor Montagem – Joana Bernardes e Mirela Kruel, por “Extermínio”
Melhor Desenho de Som – Gabriela Bervian, por “A Colmeia”
Melhor Trilha Musical – Cânticos Sagrados dos Orixás preservados pelos Terreiros gaúchos e Alabê Oni, por “Cavalo de Santo”
Melhor Filme pelo Júri Popular – “Cavalo de Santo”, de Carlos Eduardo Caramez e Mirian Fichtner

LONGAS-METRAGENS BRASILEIROS
Melhor Filme – “Carro Rei”, de Renata Pinheiro
Melhor Direção – Aly Muritiba, por “Jesus Kid”
Melhor Ator – Nando Cunha, em “O Novelo”
Melhor Atriz – Glória Pires, em “A Suspeita”
Melhor Roteiro – Aly Muritiba, por “Jesus Kid”
Melhor Fotografia – Bruno Polidoro, por “A Primeira Morte de Joana”
Melhor Montagem – Tula Anagnostopoulos, por “A Primeira Morte de Joana”
Melhor Trilha Musical – Dj Dolores, por “Carro Rei”
Melhor Direção de Arte – Karen Araújo, por “Carro Rei”
Melhor Atriz Coadjuvante – Bianca Byington, por “Homem Onça”
Melhor Ator Coadjuvante – Leandro Daniel Colombo, por “Jesus Kid”
Melhor Desenho de Som – Guile Martins, por “Carro Rei”
Melhor Filme pelo Júri Popular – “O Novelo”, de Claudia Pinheiro
Melhor Filme pelo Júri da Crítica – “A Primeira Morte de Joana”, de Cristiane Oliveira
Prêmio Especial do Júri para Matheus Nachtergaele, em “Carro Rei”, pela construção e domínio do personagem e pela brilhante capacidade de se reinventar.
Menção honrosa para Fernando Lufer, Michel Gomes, Victor Alves, Kaike Pereira, Pedro Guilherme e Caio Patricio por seu talento e potência em “O Novelo”.
Menção honrosa para Isabél Zuaa pela bela e impactante atuação em “O Novelo”

O vencedor de melhor filme e os vencedores das outras categorias de Longas-Metragens Gaúchos receberam, além do kikito, prêmios em dinheiro repassados pela Secretaria de Cultura do Rio Grande do Sul (SEDAC) e Instituto Estadual de Cinema (Iecine).

O melhor Longa-Metragem Gaúcho eleito pelo júri popular foi premiado ainda com um contrato de distribuição e serviço de assessoria de imprensa no valor total de R$ 30 mil oferecidos por Fato Relevante – Agência de Comunicação, Forte Filmes e KUARUP produções.

O Canal Brasil também elegeu o melhor Curta-Metragem Brasileiro em competição para receber o troféu Canal Brasil, um prêmio no valor de R$ 15 mil e ainda a exibição do filme na programação do canal.

No próximo ano, o Festival de Cinema de Gramado completará cinquenta anos de edições ininterruptas.

Você já assistiu a alguma edição do Festival? Ficou curioso para saber mais? Siga as páginas do evento (Facebook e Instagram)!!


*O 9noandar fez parte da imprensa que realizou a cobertura do Festival

Foto destaque: Festival de Cinema de Gramado/ Troféu Kikito/ Crédito : Diego Vara / Pressphoto

2 comentários em “Festival de Gramado mostra a importância do audiovisual brasileiro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s